Evasão escolar de alunos do ensino médio no Brasil é o dobro de outros países

Um estudo publicado anualmente pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) mostra que, cinco anos após ingressarem no ensino médio, 41% dos estudantes brasileiros abandonam a escola sem se formar – quase o dobro do que é registrado na média de outros 13 países.

O relatório analisa aspectos da educação como recursos financeiros empregados na área e dados sobre acesso e impacto na aprendizagem.

Também foi observado o índice de conclusão do ensino médio no tempo esperado, que é de três anos, no Brasil, apenas metade dos estudantes conseguem concluir a etapa no tempo certo, nos demais países, o percentual é de 68%.

Ao final do ciclo de três anos, 26% dos alunos desistem de estudar e abandonam o ensino médio sem obter o diploma.

A pesquisa analisou dados de países desenvolvidos, como Finlândia e Noruega, e nações com uma realidade mais parecida com a nossa, como o Chile.

Além da baixa conclusão, o acesso ao ensino médio também está longe de ser alcançado por todos os brasileiros, entre aqueles com 15 anos de idade, apenas 53% estão no ensino médio.

A taxa sobe para 67% entre os jovens de 16 anos, mas volta a cair para 55% na faixa dos 17 anos. J

Já aqueles 18 anos, menos da metade cursa a etapa, a educação profissionalizante ou o ensino superior.

O tamanho do problema fica mais visível quando comparado à maioria dos países da OCDE, onde pelo menos 90% do jovens de 15 a 17 anos estão no ensino médio, e 75% da população de 18 anos está matriculada nesse nível ou em níveis superiores.

Em nota enviada ao jornal “O Globo”, o Ministério da Educação afirmou que a intenção da reforma do ensino médio é reverter a evasão e melhorar o desempenho, e que está investindo R$ 1,5 bilhão em escolas de tempo integral.

Veja Também  PUC lança novos cursos de graduação online

Comentar

Tags

Mauricio Dias

Nada "além" do compromisso com a informação | Jornalismo independente

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios