Fátima Bernardes diz que é sadio a “exposição gay infantil” promovido pelo Santander

Dois casos envolvendo Crianças e Homossexualidade , tomou conta das redes sociais nesses últimos dias, o primeiro caso, onde Fátima Bernardes em seu programa, declarou apoio ao
homossexualismo infantil.

Ela teria dito também, que cenas gay infantil serão comum em programas de TV, assim como as cenas hétero, é a nova tendencia televisiva, a próxima novela vai ter Beijo gay infantil, disse ela.

O segundo caso, é do Banco Santander, que financiado com 800 mil reais dinheiro Publico, organizou uma amostra cultural onde alem de obras artísticas que ofendem o Cristianismo, em especial o católico, ela também  enaltece a sexualidade precoce em várias obras que mostram cenas e amostras de zoofilia, sexo infantil, incesto e incentivos a crianças a terem experiência gay.

Segundo a amostra cultural, é certo, moderno e sadio, que crianças se identifiquem e se encontrem sexualmente, em programações culturais, afim de uma melhor aceitação interna.

O assunto foi debatido no programa da Fátima, que se mostrou revoltada com o fechamento da exposição de artes do Santander.

É um absurdo o fechamento de uma exposição tão rica em detalhes realista a nossa sociedade moderna, seja interferida por pessoas preconceituosas, o mundo mudou , a cultura é outra.

Precisamos reaver essa decisão, e entrarei nessa luta afim de que a exposição cultural do Santander continue, a sexualidade precoce e a homossexualidade infantil, é algo que precisa ser transmitido, debatido , pensado por nossas crianças.

Atualmente, 1/3 dos jovens se relacionam com pessoas do mesmo sexo, influenciados pela TV e agencias de Mídia, a tendencia é que esse numero aumente, a medida que os meios culturais como a exposição do Santander e canais comunicação , foquem no publico infantil com conteúdo sexuais, seja hétero ou homo, essa é a nova realidade a sociedade não pode mais tampar o sol com a peneira, finaliza Fátima.

Veja Também  Golpista do bilhete premiado diz que é Testemunha de Jeová e não pode ficar com dinheiro

Ainda sobre o Santander, Se você acha que tratava-se “apenas” de exposição de arte gay, segue algo mais grave que você talvez não saiba; crianças eram vendadas e tocavam nas genitálias umas das outras para terem a “percepção de gênero” do coleguinha!

Isso mesmo, meninas pegavam nos órgãos genitais dos meninos e vice-versa, em nome do “combate ao preconceito”, sendo guiadas por “professores” de suas
escolas!

Comentar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui