Miliciano que transmitiu invasão à favela é executado; imagens fortes

A exposição de algumas imagens nas redes sociais podem trazer sérias consequências para algumas pessoas, principalmente se essas imagens remeterem a algum tipo de crime ou algum tipo de delação.

Foi assim que aconteceu com um jovem conhecido como ‘cigarrão’ que fez uma imagem da invasão ao Morro da Nogueira.

O jovem fez uma transmissão ao vivo pelas redes sociais do momento em que ele e vários milicianos estavam fazendo uma operação de tomada de poder de pontos de tráfico em regiões onde a criminalidade domina.

A audácia do jovem em transmitir o que fazia pelas redes sociais acabou acarretando na perda de sua vida.

O jovem postou o vídeo nas redes sociais e a transmissão acabou viralizando, fazendo com que o vídeo fosse compartilhado por milhares de pessoas e acabou virando notícia em alguns portais.

Momentos depois do vídeo publicado, o corpo do jovem foi encontrado no Rio de Janeiro, e segundo as autoridades ele foi morto por outros bandidos, que ficaram frustrados em saber que o plano deles havia falhado por causa da transmissão do homem que não teve a sua identidade revelada.

Os criminosos ficaram surpresos e disseram que não sabiam que ele estava fazendo vídeo e depois que tiveram seus rostos revelados nas redes sociais, os criminosos resolveram acertar as contas com o rapaz, que acabou sendo brutalmente assassinado por pauladas.

Segundo as autoridades que encontraram o corpo do jovem nenhuma bala foi atirada nele, o homem foi morto apenas com golpes realizados com um pedaço de madeira.

O vídeo compartilhado por ele fez com que o plano de invasão dos milicianos do Jardim Novo ao Morro da Nogueira viesse a fracassar, pois duas guarnições do Gat da 14º BPM ficaram durante toda a noite no local depois que as imagens dos jovens acabou viralizando nas redes sociais.

Veja Também  Fuga de bandidos Babilônia provoca tiroteio em área militar na Urca e fecha bondinho do Pão de Açúcar

As autoridades impediram a invasão da comunidade e a incursão dos policiais fez com que o jovem fosse morto por seus comparsas momentos depois que o vídeo foi transmitido no Facebook.

Segundo a mãe do jovem que foi morto, o laudo da morte do jovem mostra que ele teve diversos hematomas em todo o corpo, o maxilar do homem estava quebrado após receber diversas pancadas na cabeça, e um afundamento de crânio também estava presente no corpo do jovem que foi assassinado por criminosos que ficaram enfurecidos com a transmissão da invasão que o miliciano fez. A exposição do homem acabou custando-lhe a vida que já estava entregue ao mundo do crime.

Veja o vídeo

Comentar

Mauricio Dias

Nada "além" do compromisso com a informação | Jornalismo independente

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios