Criança de 5 anos morre após ser picada por escorpião em Cianorte

0
146

Uma criança de cinco morreu por volta das 23h desta sexta-feira (15) após ser picada por um escorpião amarelo em Cianorte, no noroeste do Paraná, ainformação foi confirmada pela Secretaria Municipal de Saúde.

Segundo o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), a criança foi picada por volta das 18h na sala de casa.

Ao tentar socorrer a filha, a mãe também levou uma ferroada em um dos dedos, as duas vítimas foram atendidas inicialmente na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e depois foram transferidas para o Hospital São Paulo.

A criança chegou a receber o soro antiescorpiônico, mas morreu no final da noite, a mãe também chegou a ser internada, mas não precisou do soro e foi liberada na manhã deste sábado (16).

Neste ano, foram registrados pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesa) 771 casos de pessoas atendidas após picadas de escorpião no Paraná, sendo 163 deles em Maringá.

Veja como reagir em caso de picada de escorpião.

Em nota, a Prefeitura Municipal de Cianorte lamentou a morte da menina.

Veja a íntegra do texto:

“A Prefeitura Municipal de Cianorte vem a público manifestar profundo pesar pelo falecimento de Agatha Yorana Geraldo Flores, 5 anos, vítima de uma picada de escorpião amarelo.

A criança, juntamente com sua mãe, deu entrada na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) às 18h52 da sexta-feira (15), já em estado grave de saúde.

Como determina o protocolo de atendimento, os profissionais plantonistas entraram em contato com a Central de Intoxicação, que é o órgão responsável por deliberar os procedimentos a ser tomados e também a quantidade de soro antiescorpiônico a ser ministrada.

Conforme orientação da Central, foram realizados todos os exames necessários e a criança foi encaminhada ao Hospital São Paulo pela ambulância do SAMU, com os resultados dos exames e o soro antiescorpiônico, cerca de 40 minutos após sua entrada na UPA.

Veja Também  Criança é picada por escorpião dentro de Unidade Básica de Saúde

Mesmo com o atendimento adequado e o empenho dos médicos da UPA, SAMU e Hospital São Paulo, Agatha faleceu por volta das 23h.

A mãe da criança, Juliana, que também foi picada pelo escorpião, recebeu atendimento, mas não precisou tomar o soro antiescorpiônico e teve alta médica ainda na sexta-feira”.

A Vigilância Sanitária Municipal informa que já vem realizando um trabalho in loco nas regiões onde costumam ser encontrados escorpiões.

Apesar disso, nesta segunda-feira (18), as secretarias municipais realizarão uma reunião para definir um novo plano de ação para o combate do animal em Cianorte.

Caso recente

Um menino de quatro anos, que foi picado por um escorpião amarelo no pescoço enquanto dormia no quarto da avó, em Jussara, no noroeste do Paraná, morreu no dia 26 de agosto.
O garoto foi transferido de helicóptero para o Hospital Universitário de Maringá, mas também não resistiu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here