Tumulo é violado no Cemitério do Boqueirão e corpo pode ter sido vítima de necrofilia

O caixão de uma mulher de 59 anos enterrada na tarde desta terça-feira (19), no Cemitério Municipal do Boqueirão, em Curitiba, foi violado.

O corpo foi vítima de necrofilia e a Polícia Científica foi acionada para realizar a perícia no local, a descoberta aconteceu na manhã de hoje (20), por volta das 11 horas.

O funcionário do cemitério contou que os pedreiros que foram ao local pela manhã encontraram o caixão aberto e o corpo da mulher com indícios de necrofilia.

“Eles vieram para abrir uma sepultura e colocar no ossário e viram, o corpo estava aberto, jogado fora do caixão, uma coisa muito feia, nossa”, contou Machado.

Segundo o funcionário, outro caso parecido também aconteceu no ano passado, “nem vivo, nem morto, falta segurança para todos aqui”, reclamou.

A Guarda Municipal foi a primeira a chegar ao local e fazer o isolamento da área, o guarda Adilson confirmou que houve crime de vilipêndio e que a necrofilia será investigada.

Aparentemente, eles fizeram sexo com o cadáver, mas, agora, a confirmação apenas a perícia, que está no local, para confirmar, primordialmente, vão ver essa violação.

Ela está sem a roupa debaixo, sem calcinhas, com as pernas mexidas, uma cena difícil de ver essa cena, disse o Guarda

O corpo está sendo periciado e poderá retornar ao Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba para recolhimento de material que auxilie a polícia na investigação.

Comentar

Veja Também  Jovem é executado no quintal de casa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui