Homem é condenado a 116 anos de prisão por estupro de deficientes

O juízo da 2ª Vara Criminal de Paranaguá condenou a 116 anos e 8 meses de prisão um homem que cometeu vários crimes de estupro de vulnerável contra vítimas com deficiência mental.

A condenação foi requerida pela 3ª Promotoria de Justiça da comarca, que ofereceu a denúncia.

Segundo a denúncia, em 2014, o réu, na condição de auxiliar do motorista de ônibus escolar que fazia o transporte das vítimas, todas deficientes intelectuais, aproveitou-se da confiança nele depositada como funcionário do estabelecimento de ensino para praticar por inúmeras vezes atos libidinosos contra as vítimas.

O réu está preso desde outubro de 2014 e deverá cumprir pena em regime fechado.

Comentar

Veja Também  Homem provoca acidente e, após checar que vítimas estão bem, comete suicídio
Tags

Mauricio Dias

Nada "além" do compromisso com a informação | Jornalismo independente

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios