Dentista maringaense morre na ala de queimados do H.U. de Londrina

A dentista maringaense Maria Dulcinéia Pelosi, de 51 anos, morreu na manhã deste domingo no Hospital Universitário (H.U.) de Londrina.

Ela teve o corpo queimado no dia 7 de setembro quando foi atingida por uma explosão em um churrasco numa chácara em Maringá.

No dia 13, a vítima foi transferida do Hospital Universitário de Maringá para Londrina onde ficou na ala de queimados internada por 11 dias.

Segundo a assessoria do H.U. de Londrina, ela teve 50% do corpo queimado e acabou não resistindo aos ferimentos e morreu.

Maria Dulcinéia será enterrada no Cemitério Municipal de Maringá na tarde deste domingo.

(Com informações de O Diário)

Comentar

Veja Também  Novo IML de Londrina é inaugurado após 4 anos de atraso

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui