Bradesco dá desconto em empréstimo a instituto de Gilmar Mendes, diz site

(FOLHAPRESS) – O Bradesco deu descontos em empréstimos ao IDP (Instituto Brasiliense de Direito Público), que tem entre os sócios o ministro Gilmar Mendes, do STF, segundo reportagem do site “Buzzfeed”.

A faculdade teria recebido entre 2011 e 2017 R$ 36,4 milhões em empréstimos e sido beneficiada com sucessivas reduções de juros e prorrogações, incluindo a suspensão do pagamento de prestações.

De acordo com a reportagem, um empréstimo de R$ 8,2 milhões foi acertado entre o instituto e o banco em setembro de 2011, quando chegou a hora do pagamento, o instituto conseguiu renegociar o valor da prestação, segundo o site.

A taxa de juros caiu de 15,39% ao ano para 11,35%, o valor total da dívida com o banco caiu de R$ 18 milhões para R$ 15,8 milhões, um desconto de R$ 2,2 milhões.

A assessoria de Gilmar declarou que “não há qualquer conflito de interesse na atuação do ministro, que é pautada conforme as regras de suspeição e impedimento previstas na legislação brasileira.” O Bradesco não se manifestou.

Comentar

Veja Também  Gilmar Mendes compara Receita Federal à polícia secreta de Adolf Hitler

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui