Sistema consegue identificar pacientes com Alzheimer anos antes de a doença ‘aparecer’

0
135

Pesquisadores da Universidade de Bali, na Itália, conseguiram criar um algoritmo que detecta o Alzheimer antes de os primeiros sinais da doença aparecerem. O sistema de inteligência artificial consegue encontrar mudanças estruturais no cérebro, que são causadas pela doença muito tempo antes de a pessoa ser diagnosticada.

Para conseguir essa façanha, a equipe alimentou o sistema com quase 70 exames de ressonância magnética, com e sem a doença. Depois, o sistema dividiu o cérebro em pequenas regiões e partiu em busca de semelhanças entre cada um dos exames. Assim, itens pequenos puderam ser percebidos e analisados como pequenas “pistas” da presença da doença. A terceira parte do estudo foi a da experiência.

O sistema analisou 148 indivíduos e os resultados foram promissores: a tecnologia conseguiu detectar 86% dos casos de pacientes que sofrem de Alzheimer com anos de antecedência. A técnica pode ajudar a desacelerar a doença já que, quanto antes ela for descoberta, maiores as chances de melhorar a vida da vítima dela.

 

 

Veja Também  'Minha bebê pegou uma bactéria que come carne humana por um erro comum'

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here