Defesa vai ao TJ para tentar barrar julgamento de Boca Aberta

O advogado Eduardo Duarte Ferreira deve apresentar nesta q ao Tribunal de Justiça um Agravo de Instrumento contra a decisão do juiz da 2ª Vara da Fazenda Pública de Londrina, Emil Gonçalves, que negou a liminar em mandado de segurança, para suspender a sessão de julgamento do vereador Emerson Petriv (PR), o Boca Aberta. Com a decisão em Londrina, a sessão que pode resultar na cassação do vereador Emerson Petriv deve ser realizada neste domingo (15), a partir das 8 horas, na Câmara Municipal. O juiz da 2ª Vara da Fazenda Pública não acatou os argumentos de Boca Aberta, de que o prazo dos trabalhos da Comissão Processante (CP) terminou no último dia nove (segunda-feira) e não dia 17 deste mês, como sustenta a Câmara. “O prazo decadencial ainda está em curso”, disse o juiz.

Mas, para o advogado Eduardo Ferreira, existem outras decisões semelhantes no País, que reforçam a tese de que o processo contra Boca Aberta deve ser arquivado.Caso não haja nenhum outro recurso jurídico, a Câmara só terá dois caminhos na sessão agendada para este domingo: ou arquiva o processo ou cassa o mandato do vereador Boca Abeta. Emerson Petriv é acusado de suposto estelionato eleitoral por ter promovido uma vaquinha virtual no Facebook para quitar uma multa por irregularidade eleitoral. O vereador nega a irregularidade, se diz vítima de perseguição e promete recorrer novamente caso seja cassação.

Comentar

Veja Também  Condenado na Lava Jato, José Dirceu vai se aposentar pela Câmara dos Deputados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui