Sargento foi morto após quebrar um liquidificador, diz delegada

O sargento da reserva da Polícia Militar Dagvan Carlos da Silva, assassinado na manhã do último sábado (14), na Praça da Faculdade, bairro do Prado, em Maceió, foi morto com tiros da própria arma, após quebrar o liquidificador de um comerciante durante uma discussão. As informações foram apuradas pela delegada responsável pelo caso, Rosemeire Vieira, que conversou com o TNH1 nesta terça (17). O assassino ainda está foragido.

De acordo com Rosemeire, o policial estaria lanchando no estabelecimento do autor do crime, quando eles se desentenderam e o policial acabou quebrando o liquidificador. Os dois teriam começado uma briga e se agrediram fisicamente. O dono da lanchonete pegou a arma do policial e atirou contra Dagvan. A delegada disse que serão ouvidas sete testemunhas nesta manhã, e que ainda serão ouvidos os parentes da vítima.

Comentar

Veja Também  Menininha é estuprada com uso de ácido na genitália: ‘Queria que doesse muito’
Tags

Mauricio Dias

Nada "além" do compromisso com a informação | Jornalismo independente

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios