Atirador invade escola no Brasil e faz diversas vítimas: ‘Sangue para todo lado’

0
272

Uma tragédia aconteceu na tarde desta sexta-feira (20), em um Colégio da cidade de Goiânia, no estado de Goiás. As primeiras informações dão conta de que um garoto, de aproximadamente 13 anos, do 8.º ano da escola particular, teria atirado em colegas após sofrer bullying. O nome do adolescente não foi revelado, mas ele já foi apreendido, como mostram informações do portal de notícias G1. Há diversas vítimas na escola e ao longo dos primeiros minutos do crime o número de feridos e mortos foi alterado. Usaremos, a seguir, informações passadas pelo Samu, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência por volta de 13h10 da tarde, no horário de Brasília.

Estudante alvo de bullying mata colegas em escola de Goiânia; há 7 vítimas. A escola particular fica em um bairro de classe média na região. O garoto seria filho de militares e teria pego uma arma dos pais para realizar o crime, como informou Anésio Barbosa da Cruz, que é o Coronel representante da polícia militar da região. O coronel contou ao portal de notícias da Globo que teve informações de que o menino era muito zoado e que não aguentava mais o sofrimento que vinha dos colegas. Ele então foi à sua residência, pegou o armamento, invadiu a escola e efetuou os tiros, atingindo diversas pessoas.

Professora ligou para emergência pedindo socorro. Os baleados foram socorridos pelo Corpo de Bombeiros, como mostram as primeiras informações sobre o triste episódio. Segundo o órgão, um dos feridos foi socorrido pelo Grupo de Radiopatrulha Aérea (Graer) da Polícia Militar e levado para o Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo). Outros quatro foram levados a unidades de saúde por terceiros.

Veja Também  Corpo de traficante é encontrado em rua nos fundos de escola

Uma professora foi quem ligou para a emergência. Ela gritava por socorro e dizia que tinha sangue para todo lado.  O assunto rapidamente tomou conta das redes sociais. Algumas pessoas pareciam que não estavam acreditando em tudo o que ocorreu. “Agora que esse usou uma arma de fogo e não álcool como o de MG, vai aparecer os contra a liberdade com responsabilidade falando que tem que acabar com as armas de fogo, na mão do cidadão honesto, mas os bandidos e defensores das ideias do Foro de São Paulo, vão continuar armados, prontos para destruir o Brasil sem nenhuma resistência!”, disse um dos internautas que falou sobre o assunto.

O uso ou não de armas pela população também ganhou destaque entre outros internautas, que não concordam tanto com a ideia de armar parte dos cidadãos. “Não é porque faz isso que a pessoa vai ter mais segurança que essas coisas vão deixar de acontecer. É uma fatalidade”, disse mais um ao falar sobre o polêmico tema.

Com informações (blastingnews)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here