Polícia identifica 5 vítimas de estupros cometidos por pastor para tirar ‘maldição do sexo’

0
95

Foi concluído o inquérito que apura o caso de estupro realizado por um pastor e a mulher dele, em Edéia (GO), no Sul do Estado. De acordo com o delegado Queops Lourdes Barreto, ao todo, cinco vítimas foram identificadas. Duas de 13 e 14 anos e outras três mulheres já adultas. A prisão de Antônio Carlos de Jesus, e Jéssica Teles da Cruz, pastores de uma igreja evangélica do município, foi realizada no início do mês passado após uma das jovens fazer a denúncia. De acordo com o delegado, a mulher do pastor tinha conhecimento dos abusos e era conivente com a situação. A dupla segue presa na cadeia de Edéia.

Segundo o delegado, o pastor falou para uma das vítimas que ela tinha uma “maldição do sexo” e que a mesma só seria quebrada com relações sexuais. “Ele falava também que se a garota não mantivesse relações, a maldição não seria quebrada e coisas terríveis poderiam acontecer com a família dela”, explicou o investigador. Ainda de acordo com delegado, foram quase 20 abusos. A princípio, seriam três relações, depois precisaria de mais sete e por último mais sete. “Ela disse que queria se casar virgem e o pastor falou que quando ela se casasse e mantivesse relação seria como se tivesse virgem”, pontou Barreto.

Além da vítima, o pastor também abordou a mãe da garota, mas ela não aceitou e deixou de frequentar a igreja, mas não contou para ninguém sobre a proposta na época. O caso só foi descoberto porque pessoas do convívio da vítima perceberam que ela estava triste e introspectiva; e quando questionada qual era o motivo, ela contou sobre os abusos. O delegado diz que, após a divulgação do caso em redes sociais e grupos da cidade, outras vítimas surgiram.

Veja Também  Em Londrina, Adolescente é morto por disparo de arma de fogo no Cafezal 2

Com informações (O Popular)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here