Em discurso “Lula” promete doar apartamento ao MTST

0
110

O ex-presidente Lula disse na tarde deste sábado (21) que vai doar ao Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST) o apartamento vizinho ao dele, em São Bernardo do Campo (SP), caso a Justiça prove que o imóvel lhe pertence. Lula discursou para milhares de pessoas num palanque montado numa megainvasão de São Bernardo do Campo. Estava acompanhado de Guilherme Boulos, coordenador do MTST, e da senadora paranaense Gleisi Hoffmann, presidente nacional do PT.

Cerca de 6,5 mil famílias invadiram o terreno em setembro. Elas estão morando em barracos feitos com ripas de madeira e plástico. Lula elogiou a atitude das famílias, que chamou de ocupantes.“Esse terreno não tava aqui para cumprir função social, nem para construir um hospital popular, nem para fazer creche. Isso aqui é terreno de especulador que quer ganhar dinheiro à custa da especulação, e vocês fizeram bem em ocupar esse terreno”, disse Lula, muito aplaudido.No discurso, Lula disse que as denúncias contra ele foram inventadas por adversários que não conseguem derrotá-lo. E afirmou que já provou sua inocência.

“Entraram na minha casa, na casa dos meus quatro filhos, revistaram gaveta por gaveta, até a tampa do fogão abriram para ver se tinha dólar escondido. Eles não encontraram nada e não tiveram vergonha na cara de pedir desculpas ao povo brasileiro pelo que fizeram. Se essa gente está acostumada a lidar com políticos que roubam, eles que se virem”, disse. “Quem nasceu no Nordeste brasileiro e não morreu de fome até os cinco anos de idade não tem medo de brigar”, completou.

O apartamento

Segundo o Ministério Público Federal, R$ 504 mil foram usados para comprar o apartamento vizinho à cobertura do ex-presidente. De acordo com a denúncia, cobertura vizinha, que foi utilizada por Lula, foi adquirida no nome de Glaucos da Costamarques – parente do pecuarista e amigo pessoal do ex-presidente José Carlos Bumlai –, que teria atuado como “testa de ferro” de Lula.“Na tentativa de dissimular a real propriedade do apartamento, Marisa Letícia Lula da Silva chegou a assinar contrato fictício de locação com Glaucos da Costamarques, datado de fevereiro de 2011, mas as investigações concluíram que nunca houve o pagamento do aluguel até pelo menos novembro de 2015”, afirmam os procuradores.

Veja Também  STF decide adiar para dia 4 conclusão do julgamento de Lula; antes disso, ex-presidente não pode ser preso

Em depoimento ao juiz federal Sergio Moro, Lula negou irregularidades. Disse que quem cuidava do imóvel era sua mulher, Marisa Letícia, morta em fevereiro. Segundo o ex-presidente, o pagamento do aluguel estava registrado em declarações do Imposto de Renda, tanto dele quanto de Costamarques. “Vou repetir para o senhor. Nunca houve qualquer denúncia que o apartamento não estava sendo pago. Seu Glauco nunca levantou, seu Glauco nunca cobrou, seu Glauco nunca me telefonou. Nem ele, nem ninguém”, disse Lula a Moro.

Mais recentemente, a defesa do ex-presidente apresentou 26 recibos referentes ao pagamento do aluguel, dos quais dois têm datas que não existem (31 de novembro e 31 de junho). Segundo a defesa, foi um “erro material” que não tem relevância no conjunto probatório.

O discurso de Lula foi transmitido ao vivo pela página do Partido dos Trabalhadores no Facebook:

Veja o vídeo

Com informações (gazetadopovo)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here