Enteado espanca padrasto até a morte com pauladas

0
104

A polícia prendeu um homem suspeito de matar o padrasto, de 38 anos, a pauladas e socos. O crime ocorreu no dia 29 de março, no bairro Colônia Terra Nova, Zona Norte de Manaus. Segundo depoimento do suspeito, a morte teria sido motivada por vingança, após o padrasto ter agredido fisicamente sua mãe. Ele foi apresentado na manhã desta quinta-feira (19), em coletiva de imprensa realizada na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS). “Foi um momento de raiva ao ver a minha mãe naquele estado”, afirmou o suspeito.

John Lennon Moraes Vieira, 27, foi preso na tarde de quarta-feira (18), na Avenida do Turismo, no bairro Tarumã, Zona Oeste da cidade, em uma empresa onde trabalhava como marmorista.
De acordo com o delegado da DEHS, Torquato Mozer, no dia do crime, o suspeito agrediu o padrasto fisicamente, com socos e pauladas, o que ocasionou a morte da vítima. “Trata-se de uma tragédia familiar, uma sequência de fatos, onde o agressor, no caso a vitima que faleceu, vinha agredindo a mãe do representado de longa data.

O filho, ao chegar em casa, e ver a sua mãe com o rosto desfigurado, foi através do mesmo para tentar entender o que aconteceu tomar satisfação e acabou desferindo aqueles golpes de paulada, o que levou o mesmo a falecer. Ocorre que o fato do representado não ter se apresentado na delegacia após ter cometido o crime de homicídio, não resta outra medida a não ser o pedido de prisão do mesmo. Se o mesmo tivesse se apresentado, estaria de maneira justificável e perfeitamente entendível o que aconteceu no transcorrer do inquérito, como isso não ocorreu, não restou outra maneira de pedir a prisão do mesmo”, afirmou o delegado.

Em depoimento, o suspeito informou que cometeu o crime motivado por vingança, pois o padrasto teria agredido fisicamente a sua mãe uma semana antes do crime. Segundo o delegado, toda a ação criminosa foi registrada por câmeras de segurança instaladas naquela área. John foi indiciado por homicídio qualificado. Ao término dos procedimentos cabíveis, ele permanecerá sob custódia na unidade policial.

Veja Também  Diretor é denunciado por assédio moral e festas dentro de escola municipal

Com informações (G1)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here