Jornal diz que Neymar não deve ser intocável e lista privilégios do astro no PSG

Apesar de ter se tornado o maestro de um Paris Saint-Germain que vem tendo sucesso no Campeonato Francês e na Liga dos Campeões, Neymar não vem agradando a todos na capital francesa. A expulsão do brasileiro no empate com o Olympique de Marselha, em clássico no último domingo, levantou algumas críticas na imprensa francesa ao astro. Nesta quarta-feira, por exemplo, o “Le Parisien” apontou que o camisa 10 não deve ser “intocável” e listou privilégios que o jogador vem tendo. O artigo publicado nesta quarta traz alguns questionamentos ao desempenho de Neymar nos últimos jogos, apontando que “a harmonia com os companheiros parece ter desaparecido” nos confrontos contra Dijon, Anderlecht e Olympique.

Apesar de exaltar a importância do brasileiro para o time, o jornal diz que os líderes do PSG “devem tomar cuidado” para não deixar que Neymar “tenha um status de intocável” em Paris. Além de listar defeitos na integração com os companheiros nas partidas em questão, o “Le Parisien” questiona o papel do técnico Unai Emery diante do peso de Neymar, que, segundo o jornal, tem o “desejo de ser o Messi do PSG, com a mesma influência e performance do argentino no Barcelona”, o que poderia prejudicar seu estilo de jogo.

Neymar não defende? Por que Emery não convence Neymar a oferecer mais esforço? Ele segura muito a bola? Por que os treinos do basco não ajudam a resolver a questão? Todo defeito observado no brasileiro pode se referir à falta de habilidade do técnico para encontrar soluções e administrar tal ego. Neymar não escuta porque não escuta ninguém ou porque não escuta Emery particularmente? – questiona o jornal.

Privilégios do craque

O artigo também aborda a relação de Neymar com os árbitros, lembrando que o brasileiro tem passagens de indisciplina na carreira, com o acúmulo de cartões amarelos. E, por fim, lista alguns privilégios que o jogador goza dentro do clube, depois de ser contratado por € 222 milhões ao Barcelona, na maior transferência da história do futebol – como não receber entradas duras nos treinamentos.

Veja Também  Neymar começa a seguir ex-panicat em rede social

Outra vantagem seria contar com dois fisioterapeutas particulares dentro do clube – Rafael Martini e Ricardo Rosa -, uma prática que, segundo o jornal, é normal com astros dentro de grandes clubes, desde que os profissionais também trabalhem com outros atletas. Mas diz o “Le Parisien” que os fisioterapeutas de Neymar só tratam o brasileiro. Até mesmo o uso de uma mala fora do padrão azul do restante do elenco nas viagens do PSG foi listada pelo jornal como um privilégio ao craque.

Comentar

Tags

Mauricio Dias

Nada "além" do compromisso com a informação | Jornalismo independente

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios