Quadrilha usava rádio do IML para aplicar golpes e beneficiar funerárias

0
166

A Polícia Civil do DF (PCDF) realiza, desde as primeiras horas da manhã desta quinta-feira (26), a Operação Caronte. A ação tem por objetivo desarticular uma organização criminosa que ludibriava famílias de vítimas de morte aparentemente natural, com a finalidade de obter vantagens ilícitas. Na ação, foram cumpridos 12 mandados de prisão temporária e 12 de busca e apreensão nas residências dos suspeitos e em funerárias envolvidas no esquema. A operação contou com a participação de policiais da Corregedoria-Geral e dos Departamentos de Polícia Especializada (DPE) e Circunscricional (DPC) da PCDF.

As investigações, conduzidas pela Divisão de Assuntos Internos(DAI), com o apoio da Divisão de Inteligência Correcional – unidades vinculadas à Corregedoria-Geral da PCDF –, e do Ministério Público do Distrito Federal (MPDFT), apontaram que donos de funerárias, agentes funerários, funcionários de hospitais e um médico participavam do esquema ilícito.

Os policiais desvendaram que os suspeitos captavam sinais de rádio transceptor da polícia e colhiam dados sobre os locais das mortes aparentemente naturais. Com as informações, faziam contato com as famílias, fazendo-se passar por servidores de instituições públicas, como IML/PCDF, o Serviço de Verificação de Óbitos (SVO/DF) e INCOR-DF.

Por meio dos contatos, os criminosos informavam sobre suposta parceria para atestarem o óbito fora do IML, alegando que o processo seria mais rápido e “menos doloroso”. Para completar o golpe, as funerárias retornavam para as famílias e confirmavam a informação, oferecendo serviço médico de atestado de óbito, bem como serviços funerários. Ainda, de acordo com as investigações, as funerárias, com o apoio de funcionários de hospitais públicos, informavam diretamente aos criminosos sobre a morte ocorrida em hospitais, antes mesmo de passar pela polícia. As mortes eram então atestadas falsamente por um médico ligado à associação criminosa, que sequer examinava os cadáveres pessoalmente.

Veja Também  Mulher tem perna quebrada pelo marido em frente de delegacia

Com informações (Jornal de Brasília)

Comentar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui