Conta de luz pode ficar ainda mais cara

0
148

A conta de luz dos lares brasileiros pode ficar ainda mais cara. Nesta semana, o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, explicou que o governo pode acionar usinas elétricas mais caras, sem considerar o menor valor cobrado. A prática, chamada de “despacho fora da ordem de mérito”, pode acabar pesando no bolso do consumidor. “Está sendo cogitado, decidido não. Não há um risco mais severo de desabastecimento, porém vai ter um impacto como já vem tendo na tarifa para o consumidor”, detalhou.

O objetivo do acionamento desse tipo de usina é preservar reservatórios de hidrelétricas, que apresentam níveis baixos como consequência do período de ausência de chuvas. Tradicionalmente, as usinas são ligadas na ordem de mérito, o que significa que são acionadas apenas as que ficam dentro de um limite de valor. Com a mudança, podem ser acionadas quaisquer usinas, sem preocupação com tarifas. O ministro indica que o cenário pode se reverter caso volte a chover, mas ressaltou que a projeção indica más notícias para o consumidor. Atualmente, a tarifa da bandeira vermelha está em R$ 5 para cada 100 kWh, um aumento de 42,8% em relação ao antigo valor cobrado, de R$ 3,00.

Comentar

Veja Também  Apesar de recordes na pontuação, Bolsa ainda não se recuperou da sua última grande queda

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui