Com desemprego, Previdência Social perde mais de um milhão de contribuintes

A recessão econômica e o consequente desemprego fizeram com que a Previdência perdesse 1,4 milhão de contribuintes, de acordo com o IBGE. Os dados mostram que o percentual de pessoas que contribuam passou de 65,5%, em 2016, para 63,8%, em 2017. As receitas obtidas pelas contribuições, no entanto, não tiveram nenhuma queda.

Pelo contrário. De acordo com a Folha de São Paulo, o crescimento nas arrecadações obtidos entre agosto, comparando agosto de 2016 e agosto de 2017 cresceu 4,6%. É importante lembrar, no entanto, que entre 2014 e 2015 o valor obtido com contribuições caiu 10,8%.

Por que isso acontece?

Várias hipóteses podem ajudar a explicar o motivo para o crescimento na arrecadação da Previdência. A primeira delas é o crescimento de vagas informais no setor. Com isso, as pessoas não são registradas, mas continuaram contribuindo por algum tempo. Com o agravamento da situação, esses trabalhadores podem ter deixado de contribuir, o que ajuda a explicar os resultados do IBGE.

Outra explicação é a de a faixa de trabalhadores que entrou no mercado nos últimos meses, incluindo as pessoas que trabalham por conta própria, não conseguiu contribuir.

Comentar

Veja Também  Mulheres ocupam apenas 15% dos cargos de liderança no mundo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui