Policiais civis entram em greve contra parcelamento dos salários no RS

Os policiais civis do Rio Grande do Sul começaram nesta segunda-feira (6) uma greve contra o parcelamento dos salários. A mobilização atinge os trabalhos de investigadores, escrivães e inspetores.

Segundo o sindicato da categoria, a greve será encerrada somente quando os salários de todos os policiais forem pagos integralmente. Este é o segundo mês consecutivo que a categoria cruza os braços pelo mesmo motivo.

Durante a greve, os agentes assumem os postos de trabalho, mas apenas 30% dos serviços serão mantidos. Nas delegacias de pronto atendimento e de plantão serão atendidos apenas os flagrantes e os casos mais graves, como latrocínios, homicídios, estupros e ocorrências envolvendo crianças, idosos e mulheres.

A categoria decidiu que os carros da Polícia Civil não deixarão as delegacias durante o movimento de greve. Também não haverá o cumprimento de mandados de prisão, operações e ações policiais, serviço de cartório, entrega de intimações, remessas de inquéritos policiais e procedimentos de polícia judiciária.

Comentar

Veja Também  Menino de 13 anos morre após ficar uma hora submerso em cava

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui