Menino nasce com quatro pernas e dois órgãos genitais

0
244

Um menino na Índia nasceu com quatro pernas e dois órgãos genitais. Apesar dos pais serem de uma área rural do País e não terem condições de bancar uma cirurgia, a criança conseguiu ser separada do que os médicos chamam gêmeo parasita.

A criança foi operada no Narayana Health, um hospital da cidade de Bengaluru e que divulgou a história nesta quinta-feira (9). O próprio centro médico bancou a cirurgia do menino , que passa bem. O procedimento para a separação durou pouco mais de três horas.

O hospital recebeu o bebê no dia 24 de janeiro, porém ele estava desidratado e muito fraco após atravessar 300 km com os pais para chegar ao centro médico. A criança também precisou receber oxigênio e ser ressuscitada. Foi necessária uma equipe multidisciplinar para tratar do caso.

Antes da separação ser feita, o bebê passou por exames para avaliar a situação dos rins, da coluna, dos pulmões e o sistema cardíaco. Foi necessário também um injetar contraste na criança para saber as veias que estavam ligadas ao irmão parasita. “Já que ele não tem seu próprio coração ou sistema de circulação, estava ‘pegando’ sangue do bebê”, explicou Dr. Sanjay Rao.

Felizmente, após a cirurgia ter sido realizada, não há mais sinais do problema. “Pode ser que ocorra algumas complicações durante o crescimento do menino, então teremos que monitorá-lo para assegurar que tudo continue bem. Entretanto, hoje, não há nada que indique que ele terá problemas”, afirmou Dr. Ashley D’Cruz, que também participou do processo.

Gêmeo parasita

Duas teoristas explicam os casos de gêmeos parasitas. Segundo os médicos do Narayana Health, uma delas diz que, durante a gravidez, um dos gêmeos não se desenvolve corretamente e acaba se unindo ao irmão, que tem todos os sistemas funcionando corretamente.

Veja Também  Menino é ignorado por ônibus, ganha carona de PMs e 'apavora' mãe em SP

A outra afirma que o quadro ocorre por conta de um tipo avançado de tumor, que amadurece até formar partes do corpo como coluna vertebral, alguns ossos e até órgãos. No caso do menino na Índia, a primeira teoria é a mais provável.

Comentar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui