Comissão da Câmara deve votar amanhã mudanças nos planos de saúde

0
167

Depois de três semanas analisando o tema, os deputados devem debater e votar amanhã as mudanças nas regras dos planos de saúde. Uma das propostas é diminuir as multas pagas pelas empresas quando elas cometem infrações.

Hoje, os valores vão de R$ 5 mil a R$ 1 milhão – nos casos de negativa de cobertura prevista em lei, são R$ 80 mil. O relator do tema numa comissão especial da Câmara, deputado Rogério Marinho (PSDB-RN), defende que a penalidade seja de, no máximo, dez vezes o valor do procedimento.

Assim, a negativa de um hemograma que custa R$ 50, por exemplo, resultaria numa multa de até R$ 500. A lógica usada pelo deputado agrada à Associação Brasileira das Empresas de Planos de Saúde: em nota, a Abramge considera que a “gravidade” da infração e o “porte econômico” da operadora devem ser levados em conta.

Para o vice-presidente da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco), José Sestelo, a medida só beneficia as empresas e, na prática, elimita as multas, que hoje dificilmente são pagas por causa dos recursos.

Comentar

Veja Também  Consumidores que entra na Justiça contra reajustes de planos de saúde sai vencedora

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui