Criança é agredida com chutes por pai de estudante dentro de escola

0
127

Um garoto de 13 anos foi agredido dentro da Escola de Ensino Fundamental Adélia Crisóstomo, no bairro Boqueirão, em Caucaia, Região Metropolitana de Fortaleza. A vítima sofria bullying constantemente por conta do sobrepeso e decidiu reagir, envolvendo-se em uma confusão com duas estudantes.

O pai de uma delas, inconformado, foi à escola e agrediu o menino com chutes e ameaças. De acordo com Tátia Gomes Oliveira, mãe da vítima, por vezes ele procurou a direção da escola e avisou sobre o bullying, mas nenhuma atitude foi tomada.

As agressões verbais sempre começavam com as duas estudantes, sendo que na terça-feira (7), decidiu pedir que as meninas, menores de idade, parassem. Uma das crianças teria dado um “cascudo”, segundo o boletim de ocorrência registrado pela família e o menino revidou.

No dia seguinte, o pai da garota soube da agressão e foi à escola procurar o menino. Quando o encontrou, desferiu um chute no rapaz e ameaçou a criança de morte. Após a ação, a vítima está reclusa. “Ele tem medo de ir para escola”, explicou a mãe.

Em nota, a Prefeitura de Caucaia, responsável pela administração, afirmou que repudia qualquer tipo de agressão e convocou a diretoria da escola e o setor jurídico da Secretaria de Educação para avaliar o caso.

Leia a nota na íntegra:

“A Prefeitura de Caucaia repudia qualquer tipo de agressão, seja ela física ou verbal ou cometida por alunos, educadores, pais ou responsáveis de qualquer idade. A gestão entende que a violência não é o caminho para a resolução de conflitos. O diálogo e a atenção às particularidades, sim.

Sobre o episódio envolvendo estudantes da Escola Adélia Crisóstomo, no Boqueirão, a Secretaria de Educação informa que foi comunicada do fato no fim da tarde dessa quarta-feira, dia 8 de novembro. E já na manhã desta quinta-feira, dia 9 de novembro, convocou a diretora da unidade e o setor jurídico da pasta para elucidar e dar encaminhamento ao caso.

Veja Também  Em Guarapuava; idoso comete abuso sexual em neta de quatro anos

Uma reunião com pais e Conselho Escolar será convocada para tratar da ocorrência. E para que situações como essa não se repitam a Prefeitura prevê para o próximo ano a implementação de um amplo projeto de combate ao bullying na rede municipal de ensino.

Ações já estão sendo formuladas seguindo a metodologia da capacitação de professores iniciada em março deste ano com foco na formação de valores humanos em crianças e adolescentes. Em parceria com o Instituto Myra Eliane, a Prefeitura tem formado educadores para estimularem nos nossos jovens valores como a cidadania, a solidariedade, o respeito e o amor”.

Via : Cnews

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here