Planos de saúde terão que cobrir 18 novos procedimentos

0
97

A Agência Nacional de Saúde Suplementar, a ANS, liberou nesta semana a nova lista de cobertura mínima a ser cumprida pelos planos de saúde. A determinação, que passa a valer a partir de janeiro do ano que vem, traz 18 novos procedimentos que devem ser oferecidos, incluindo exames, cirurgias e terapias.

A decisão também vai incluir medicamentos orais contra o câncer e remédios para outras doenças. O cumprimento dos procedimentos é obrigatório para os planos. “Os procedimentos incorporados são aqueles nos quais os ganhos coletivos e os resultados clínicos são mais relevantes para os pacientes.

Todavia, é importante ressaltar que a inclusão de tecnologias é sempre precedida de avaliação criteriosa, alinhada com a política nacional de saúde, e contempla, além das evidências científicas, a necessidade social e a disponibilidade de recursos”, explica Karla Coelho, diretora de Normas e Habilitação de Produtos da ANS.

Inclusôes

Entre as principais adições à cobertura mínima estão exames como o de diagnóstico de meningite viral, e toxoplasmose gestacional e de ressonância magnética para análise de artérias dos membros inferiores. Os tratamentos incluem a correção de refluxo vesicoureteral em crianças e o tratamento de câncer de ovário via laparoscopia. Confira a lista completa de inclusões aqui.

Entenda

A lista de cobertura mínima é atualizada pela ANS a cada dois anos e vale para os planos “novos”, regidos pela lei 9.656/98. O objetivo é modernizar o serviço prestado e evitar que o consumidor fique restrito a tecnologias e terapias ultrapassadas.

Quem não cumprir as obrigações deverá pagar uma multa de R$ 80 mil para cada infração. A agência estima de 42,5 milhões de contratantes de planos médicos e 22,6 milhões de planos odontológicos serão beneficiados com a decisão.

Veja Também  Ansiedade custa R$ 1,3 bilhão à Previdência

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here