Pai mata o filho de 14 anos a tiros após descobrir segredos do garoto

0
174

Um homem foi preso pela Polícia, no dia 3 passado, acusado de assassinar um adolescente, na cidade de Henderson, Nevada, nos Estados Unidos. O acusado de ter cometido o crime foi identificado pela polícia como Wendell Melton, de 53 anos.

Para as autoridades locais ele é o principal suspeito de ter matado a tiros o próprio filho, identificado como Giovanni Melton, de 14 anos. Conforme relatos da imprensa local, o homem matou o adolescente após descobrir que a vítima era gay. O crime bárbaro aconteceu na tarde do dia 2, durante uma briga.

De acordo com a antiga mãe adotiva da vítima, identificada como Sonia Jones, o acusado preferia ter um filho morto a ter um filho gay. O adolescente foi assassinado pelo pai no momento que estava com o namorado.

Conforme informações de Sonia, o acusado atirou no filho assim que entrou no seu apartamento e viu o filho com o namorado. Após cometer o crime, o homem fugiu do local tomando rumo ignorado. Vizinhos ouviram os disparos e chamaram a polícia.

Quando os policiais chagaram ao local informado, o jovem estava em estado crítico. Giovanni foi socorrido e levado às presas para o Hospital Dominicano St Rose. Porém, o adolescente morreu assim que deu entrada na unidade hospitalar.

Segundo informações da polícia, Giovanni morava sozinho no apartamento onde foi morto pelo pai. Wendell Melton foi preso na sexta-feira e levado para o centro de detenção da cidade de Henderson. O homem está sendo acusado de assassinato, abuso infantil e posse ilegal de arma de fogo.

A polícia não informou se ele será acusado de crime de homofobia, familiares a amigos da vítima lamentaram a morte do adolescente. Amigos e familiares da vítima lembraram que Giovanni era um adolescente cheio de energia, que poderia fazer alguém sorrir.

Veja Também  Israel repudia declarações do Irã e cobra sanções

Bailey Schultz disse que era amigo dele na Coronado High School, e que Giovanni “era jovem e tinha muito para viver”. A mãe adotiva do adolescente o descreveu como uma “bela vida” e diz que o amava como seu filho.

Sonia disse que espera que o acusado nunca mais saia da cadeia. “Espero que ele nunca mais veja a luz do dia. Espero que todos os dias, quando ele olhar no espelho, que veja o rosto de seu filho”, disse. O caso está sendo investigado pela polícia local.

Via : Notícias F5

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here