Dois humoristas muito antigos do SBT são demitidos e chocam fãs

Carlinhos Aguiar não foi o único a passar pela degola do SBT. A situação parece ser pior do que se imaginava, já que as demissões estão atingindo até aqueles que nunca se imaginaram longe da emissora. Carlos Alberto, inclusive, chorou a demissão dos colegas, sendo que um deles é seu amigo de longa data.

Para quem assistiu a reportagem de Carlinhos Aguiar no programa de Luciana Gimenez, viu que ele chegou a se sentir o ‘cocô do cavalo do bandido’ ao nem mesmo ser recebido por Silvio Santos para falar de sua demissão na porta do cabeleireiro Jassa. Mas talvez seu coração agora amenize, ao saber que não se tratava de uma puxada de tapete, e sim de redução de custos.

As demissões pegaram todos os humoristas de surpresa, e Carlos Alberto, patrão dos dois últimos humoristas demitidos, não ficou muito feliz com a demissão de seus colegas. Em especial, um deles chamou muito a atenção do público. Moacyr Franco foi, depois de 20 anos de trabalho, demitido.

O ator, cantor e humorista Moacyr Franco, 81 anos (curiosamente a mesma idade de Carlos Alberto), se confirmou como a mais nova vítima das demissões do SBT. Os cortes de gastos com pessoal estão realmente muito rigorosos, e Silvio Santos não perdoa nem mesmo seus amigos antigos.

Além de Moacyr, Paulo Pioli, o sertanejo bom de prosa que fazia o personagem do bordão ‘Eta fuminho bãoooo’, também integrou a barca de levas. Ele tinha 10 anos de contrato com a casa. Moacyr Franco está em sua segunda passagem na emissora de Silvio Santos e já cumpria 20 anos de contrato.

Ele atuou não só em ‘A Praça é Nossa’, mas também em ‘Concurso de Paródias’, ‘`Ô coitado!’, entre outros. Também foi diretor do SBT na década de 90. Carlos Alberto de Nóbrega, que hoje teve o teto de sua casa caindo e quase ferindo-o, revelou ao Estadão que ficou chocado quando soube que dentro da previsão de demissões estava seu amigo, Moacyr Franco.

Veja Também  Silvio Santos acusa Mara de puxar tapete de colega e revela toda a verdade

O apresentador disse que ele pessoalmente nem conseguiria dar a notícia para o amigo, pois entraria em prantos e não teria a ombridade necessária para avisar o companheiro de duas décadas. ‘Ele é um gênio. Um dos artistas mais injustiçados do Brasil. É versátil como poucos. Mas… a empresa não é minha e a decisão também não.

Estão muito triste e nem tive coragem de falar com Moacyr’, revelou o apresentador do programa humorístico das quintas-feiras. O SBT disse que não iria se pronunciar sobre as demissões da emissora.

Tags

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker