Homem é espancado após beijar bebê no colo da mãe em mercado

0
212

Um homem chamado Ivo de Paula, de 45 anos, sem profissão identificada, foi espancado por um grupo de aproximadamente oito pessoas, nesta segunda-feira, dia 20, depois de se aproximar e dar um beijo, em uma bebê de apenas 7 meses que estava no colo de sua mãe, enquanto faziam compras em um supermercado na cidade de Ourinhos, interior do Estado de São Paulo.

A mãe da criança, uma dona de casa de 30 anos, que não teve a sua identidade revelada, disse que estava fazendo suas compras no Supermercado São Judas, quando o homem se aproximou, que o mesmo inicialmente teria passado a mão nas roupas de sua filha e que depois acabou dando um beijo.

Ela disse ainda que se sentiu incomodada com a situação e solicitou ajuda de um segurança do estabelecimento, que prontamente retirou Ivo de Paula do supermercado. Segundo informações da delegada Ana Rute de Castro Bertolaso, (DDM) – Delegacia de Defesa da Mulher, que está à frente do caso, a mãe da criança se sentiu importunada e solicitou que um segurança do estabelecimento retirasse o homem do local.

O homem estava embriagado, se retirou do local e atravessou a Rodovia Raposo Tavares. Depois foi parado pelo irmão da mãe da bebê. A mãe da criança ainda teria gritado para Ivo de Paula, que o mesmo não viesse mais importunar sua filha.

Nesse momento, um grupo de pessoas que passava pelo local, acreditou que o homem tivesse cometido um abuso contra a bebê e acabou o agredindo desferindo socos, chutes e tapas. Como ele estava embriagado, acabou caindo no chão e apanhou sem ter reação, mas não apresentou muitos machucados.

Veja Também  Jovem é abusada enquanto dormia; suspeito foi preso

A agressão só cessou quando a Polícia Militar foi acionada e se dirigiu até o local, levando Ivo de Paula até a Delegacia de Defesa da Mulher. Na delegacia, ele foi ouvido e informou que deu o beijo na criança, pois teria achado ela bonita.

A mãe também foi ouvida e acabou inocentando o homem. No seu depoimento, ela informou que não percebeu um contexto sexual no ato de Ivo de Paula. A delegada Ana Rute acredita que será muito difícil que Ivo de Paula reconheça algum agressor, visto que o mesmo estava em estado de embriaguez elevado.

Ela informou ainda que o mesmo se recusou a passar pelo exame de corpo de delito. Ana Rute acredita que a Família dele deveria ajudá-lo. Um boletim de ocorrência foi registrado e brevemente deverá ser encaminhado para a Justiça dar andamento ao caso. Ivo de Paula foi indiciado pelo crime de importunação ofensiva ao pudor, e se condenado pode pegar até seis meses de detenção.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here