Trump enfrentaria Oprah com prazer em eleições, diz Casa Branca

0
44

A Casa Branca já reagiu às especulações sobre uma possível candidatura de Oprah Winfrey à Presidência dos Estados Unidos.

Segundo um porta-voz da atual administração, Donald Trump enfrentaria Oprah com prazer na corrida presidencial de 2020.

“Nós saudamos o desafio, seja de Oprah Winfrey ou de qualquer outra pessoa”, disse Hogan Gidley a repórteres a bordo do avião presidencial dos Estados Unidos, o Air Force One, durante um voo para Nashville, na segunda-feira.

“Nós saudamos todos os desafiantes.”

Oprah, de 63 anos, roubou o show na premiação do Globo de Ouro no domingo com seu discurso ao receber o prêmio Cecil B. DeMille pelo conjunto de sua carreira e acendeu o Twitter com uma série de publicações contendo as hashtags #OprahParaPresidente e #Oprah2020.

Oprah está pensando ativamente sobre uma candidatura, relatou na segunda-feira a CNN, citando dois amigos próximos.

A emissora não identificou os amigos, que falaram sob condição de anonimato. Ao menos um enfatizou que Oprah não havia tomado decisão final.

Oprah disse no passado que não tem interesse em concorrer à Presidência, mas o Los Angeles Times citou Stedman Graham, parceiro de Oprah na vida e nos negócios há anos, como tendo dito no domingo que “cabe ao povo… ela absolutamente faria isto”.

Ivanka Trump

A filha de Donald Trump também se pronunciou após a grande repercussão do discurso durante o Globo de Ouro. Ivanka afirmou que as declarações de Oprah foram “empoderadoras” e “inspiradoras”, em uma publicação no Twitter.


Muitos internautas, contudo, reagiram imediatamente, acusando Ivanka de hipocrisia. Os usuários do Twitter lembraram de algumas das mais controversas políticas do governo de Donald Trump.

Veja Também  Coreia do Norte 'sentencia' Trump à pena de morte

Além disso, citaram as dezesete acusações de assédio sexual feitas contra o presidente por diversas mulheres.

“Essa foi a declaração mais hipócrita e sem noção do seu período lamentável na Casa Branca”, escreveu uma blogueira do jornal Washington Post em resposta ao tuíte de Ivanka. “Ew, sai fora!”, respondeu a modelo Chrissy Teigen.


O discurso

No Globo de Ouro, Oprah usou o palanque para promover o movimento Time’s Up (O tempo acabou) contra assédio e abuso sexual, mostrando seu apoio às pessoas que expuseram condutas sexuais inadequadas em Hollywood e outras áreas na política e na mídia.

“Ela tinha aquele salão em suas mãos. Foi como um comício de campanha”, disse Sherry Bebitch Jeffe, membro da Escola de Políticas Públicas da Universidade Do Sul da Califórnia.

O discurso de nove minutos gerou duas ovações de pé das estrelas de Hollywood e 220.000 publicações nas redes sociais mencionando as palavras “Oprah” e “presidente” em somente 24 horas, disse Todd Grossman, da companhia de análise de redes sociais Talkwalker.

Após o republicano Trump vencer a corrida à Casa Branca em 2016 com ajuda de sua fama como estrela de reality show, já não parece inverossímil considerar uma campanha similar para Oprah, uma atriz, produtora de TV e cinema, e chefe-executiva de seu próprio canal de TV, disseram analistas políticos.

Veja Também  Professora de basquete é presa por ter relações sexuais com um aluno de 16 anos

Oprah, há tempos associada às políticas do Partido Democrata e à angariação de fundos ao partido, iria provavelmente enfrentar um campo lotado nas primárias democratas para a corrida de 2020.

Mas, por causa de suas conexões, Oprah pode ter uma vantagem de angariação de recursos sobre seus rivais na liberal Hollywood, que é frequentemente chamada de caixa eletrônico para candidatos democratas.