Mulher se joga de prédio para fugir das agressões do marido; Vídeo

A Lei Maria da Penha foi criada no Brasil para punir homens que praticam violência física e psicológica contra as mulheres.

0
102

A Lei Maria da Penha foi criada no Brasil para punir homens que praticam violência física e psicológica contra as mulheres. No entanto, essa lei não parece ser suficiente para acabar com esse tipo de violência.

Todos os dias se veem relatos de mulheres que são, ou foram, vítimas de violência doméstica e que se sentem desprotegidas pela Justiça.

Mais um caso de violência contra a mulher aconteceu em Manaus na última terça-feira (9). Após não aguentar mais as agressões do marido, uma mulher de 23 anos pulou do segundo andar de um prédio e ficou gravemente ferida. Ela corre o risco de ficar paraplégica.

Segundo os relatos da vítima, o marido tinha bastante ciúmes dela.

Ele chegou ao apartamento e começou a xingá-la e agredi-la. Atordoado, ele dizia que ela havia o traído. Em certo momento, o marido pegou a cabeça da vítima e bateu contra a parede.

A agressão acabou gerando um hematoma na cabeça dela. Em seguida, ele ameaçou mais uma vez a mulher e caminhou para a cozinha. “Você não sabe o que eu vou fazer com você”, dizia o homem.

Neste momento, a mulher ficou com medo de ser assassinada pelo marido e viu que a janela poderia ser uma saída.

Então, ela pulou a janela do segundo andar. Segundo a delegada Débora Mafra, responsável pelo caso, a mulher tentou se matar para não morrer nas mãos do marido.

Os vizinhos da mulher ajudaram para que o caso não tivesse um desfecho ainda pior. Quando viram que ela havia se jogado do prédio, eles chamaram o serviço de emergência para fazer o atendimento da vítima.

No entanto, antes que o resgate chegasse, o marido começou a puxar a mulher para dentro do carro, porém, foi impedido pelos vizinhos.

Veja Também  Para se vingar da família, homem mata cinco e comete suicídio

Sabendo do histórico violento do rapaz, os vizinhos também estão com medo. Eles também foram ameaçados pelo homem.

A polícia prendeu em flagrante o marido. Mas ele não ficou na delegacia por muito tempo. A família dele foi ao local e pagou a fiança no valor de R$ 2,5 mil. Ele foi liberado em seguida e poderá aguardar o andamento do processo em liberdade.

Essa não é a primeira vez que o homem é denunciado por violência contra a mulher. Em um boletim de ocorrência registrado em 2014, ele foi acusado de agredir uma ex-companheira. Com uma faca, ele fez cortes nos braços e no pescoço dela.

O hospital em que a vítima está internada ainda não divulgou nenhuma informação sobre o estado da mulher.

Familiares dela também estão no local em busca de mais informações sobre o estado de saúde.

Fonte: br.blastingnews