Ministério Público pede prisão preventiva de Boca Aberta

Vereador de Londrina tem prisão preventiva a pedido do Ministério Público

0
197
(Foto: Reprodução/CML)

O Ministério Público pediu na manhã desta sexta-feira (26) a prisão preventiva do ex-vereador cassado, Emerson Petriv (PR), o ‘Boca Aberta’, por conta de um descumprimento judicial de ficar a pelo menos 500 metros distante do vereador Mário Takahashi (PV).

Durante a deflagração da ‘Operação ZR3’, do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), na quarta-feira (24), Boca Aberta esteve próximo do vereador afastado na Câmara Municipal de Londrina e também no Centro de Reintegração Social de Londrina (Creslon) quando Mário Takahashi foi colocar a tornozeleira eletrônica.

Desta forma, a promotora Solange Novaes da Silva Vicentin pediu a prisão de Boca Aberta. “Diante do exposto, o Ministério Público (MP) manifesta-se favoravelmente ao requerimento apresentado por Mario Hitoshi Neto Takahashi, a fim de que seja decretada a prisão preventiva de Emerson Miguel Petriv”, diz a ordem judicial.

Para Boca Aberta, não houve quebra da medida cautelar, já que, segundo ele, a medida valia enquanto os vereadores estavam em exercício no cargo. O pedido do MP foi enviado ao juiz de direito.

Veja Também  Idoso é preso em cabaré após fazer programa e mandar botar na conta de Ciro Gomes.