Mulher dá remédio para namorado dormir e corta o pênis dele fora

O ciúme, quando não é dosado do jeito certo, pode fazer com que uma pessoa faça coisas fora do normal.

Em alguns casos de ciúmes, podem levar a pessoa cometer atos chocantes contra outra pessoa.

Um ato de crueldade por causa de ciúmes levou um homem a cortar as mãos de sua esposa após ele pensar que ela o traía.

O ciúme pode ser o motivo por trás de atos estúpidos e repugnantes quando uma pessoa não é capaz de exercitar o autocontrole ou a razão, assim como esse caso que recentemente se tornou viral nas redes.

Conforme informações, aparentemente, uma mulher foi presa depois que supostamente cortou os órgãos genitais de seu namorado.

A razão por trás do ataque. Na verdade, ela ficou ciumenta porque o rapaz elogiou a aparência de outra mulher.

A mulher acusada de ter cometido o crime foi identificada como Zhanna Nurzhanova, de 36 anos.

Segundo informações, a jovem deu a seu namorado, um comprimido para ele dormir antes de realizar seu plano maligno.

De acordo com relatos, a mulher ficou com raiva quando seu namorado, que não teve o nome revelado, enviou fotos de uma irmã de um familiar através do smartphone. Aparentemente, ele elogiou a mulher por sua aparência.

Conforme informações do portal de notícias Mirror, a jovem que trabalha em um salão de beleza, supostamente injetou com um anestésico local e cortou o pênis do namorado.

O incidente horrível aconteceu em sua casa localizada na cidade de Astana, no Cazaquistão.

Após cometer o crime, a própria namorada da vítima levou o rapaz para uma unidade médica local para receber atendimento médico.

Segundo os médicos que atenderam a vítima, fizeram tudo o que estava ao alcance deles para reimplantar o órgão sexual do homem.

Veja Também  Discussão termina com casal baleado na zona oeste de Londrina

Porém, devido às gravidades dos ferimentos, os médicos não puderam mais reimplantar a parte cortada. A direção do hospital não informou o estado de saúde da vítima.

Em seguida, os próprios médicos acionaram a Polícia relatando o fato.

Uma viatura da polícia se deslocou até o hospital e a mulher foi presa em flagrante. Informações repassadas pela polícia, a mulher está enfrentando acusações por causa de suas ações e relatórios dizem caso ela seja condenada ela pode passar de 3 a 6 anos presa.

O caso está sendo investigado.

Fonte: mceara.com

Comentar

Tags

Mauricio Dias

Nada "além" do compromisso com a informação | Jornalismo independente

Artigos relacionados

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios