Jovem ouve “pula, pula” e se joga de passarela em BR

Os bombeiros já tinham controlado a situação, quando curiosos instigaram o suicídio

0
618

Um adolescente de 17 anos, subiu em uma passarela da BR-116, em Curitiba, na manhã da última terça-feira (06/02) com o intuito de cometer suicídio.

O Corpo de Bombeiros foi acionado até o local e iniciou uma negociação para que o jovem descesse.

Ele permaneceu na passarela por cerca de 1 hora, após esse tempo e a negociação com os bombeiros, ele esboçou vontade de descer.

No entanto, um coral de pessoas gritando “pula, pula” encorajou o jovem que abriu os braços e se jogou.

O jovem chegou a ser socorrido com vida, mas devido aos ferimentos graves, faleceu horas depois.

O inquérito sobre a morte do adolescente está com a Polícia Civil.

Não há dúvidas quanto ao suicídio, já que o garoto deixou uma extensa carta, que veio a público horas depois. As investigações discorrem sobre a atitude de indução ao suicídio.

A suspeita é de que algumas pessoas tenham cometido o crime de instigar o suicídio.

Segundo o decreto de lei nº 2.848/1940, induzir ou instigar alguém a se suicidar ou prestar auxílio para que a pessoa faça gera uma pena, que vai de dois a seis anos de prisão, se o suicídio se consuma.

Os vídeos que circulam pelas redes sociais desde o início da tarde de ontem poderão auxiliar a polícia na identificação deles.

Fonte: dm.com

Veja Também  Motociclista morre após desmaiar e cair de moto