Golfinho idoso e com câncer é obrigado a entreter turistas três vezes ao dia

Paige Sinclair, CEO da Dolphin Marine Magic nega que o animal esteja sobrecarregado

0
151
(Foto:Reproduçao/AustraliaforDolphins)

A maioria das pessoas não poderia imaginar trabalhar aos 80 anos e, muito menos, ser forçado a isso.

No entanto, é o que está acontecendo com um golfinho em cativeiro chamado Bucky, que vive no Dolphin Marine Magic, um parque marinho em Coffs Harbour, na Austrália.

Bucky tinha apenas seis meses de idade quando foi resgatado em 1970 pelo fundador original do Dolphin Marine Magic Hec Goodall.

De acordo com um relatório, Bucky estava encalhado no rio Nambucca, apresentava queimaduras provocadas pelo sol, subnutrido e com severa desidratação.

Mas ao invés de ser reabilitado, Bucky passou sua vida inteira sendo explorado no parque marinho, informa o The Dodo.

Hoje Bucky tem 47 anos, o que equivale a cerca de 80 anos humanos. E há um problema ainda maior: ele tem câncer e é forçado a executar performances, como saltar no meio de aros e ‘’beijar’’ pessoas, para entreter turistas.”São dois ou três shows por dia.

Um membro da equipe disse que Bucky faz a maioria dos shows,”, diz Sarah Lucas, CEO do grupo Austrália pelos golfinhos.

Paige Sinclair, CEO da Dolphin Marine Magic nega que o animal esteja sobrecarregado, porém o parque também está envolvido em a recente morte de outro animal: o golfinho Ji-Ling, filho de Bucky.

O filhote faleceu com apenas um ano após ingerir folhas, gravetos e um pedaço de metal dentro de um dos tanques do parque.

O grupo Austrália pelos Golfinhos quer que o parque acabe com seu programa de reprodução e liberte todos os golfinhos restantes no mar.

Veja Também  Motociclista morre após acidente em sinaleiro