Samu demite médicos que usaram ambulância para ir a casamento

Médica é demitida após ir a casamento do chefe com ambulância do Samu

0
219
(Foto: Reprodução/TV Tem)

Uma médica do Samu (Serviço Móvel de Urgência) de Itapetininga (a 172 km de São Paulo) foi no casamento do chefe, no último dia 17, usando uma ambulância do serviço. Ela estava de plantão e pediu autorização de outro médico da base para ir ao evento. Eles foram demitidos na terça-feira (27).

O casamento entre o coordenador do Samu e uma enfermeira do serviço móvel aconteceu em uma chácara. Várias fotos com a ambulância estacionada no local foram divulgadas em redes sociais, divulgadas pelo site G1. Em vários momentos do casamento, como na entrada da noiva, é possível ver o veículo parado. Em uma das imagens, os noivos tiram foto com a ambulância ao fundo.

Segundo o assistente da diretoria da empresa que administra o Samu, Saulo Ferreira, além da médica, estavam o socorrista e uma enfermeira. Os dois não desceram do veículo e não foram demitidos. Ferreira explicou que a dupla é subordinada ao médico e cumpre ordem.

Ferreira disse que a equipe ficou no máximo 20 minutos no local e, nesse período, não teve chamadas de emergência. “Passaram rapidamente para cumprimentar os noivos. Não era a única ambulância do Samu no momento e não teve nenhuma chamada ou atendimento. Caso tivesse, estavam prontos para se deslocar”, disse.

Ele explicou que a equipe foi ingênua. “Foi uma inocência dos médicos, e eles não tiveram intenção da equipe prejudicar o atendimento. Entretanto, houve uma quebra de protocolo”, disse. O Samu vai apurar se o noivo sabia da ida da equipe. A Prefeitura de Itapetininga disse que cobrou medidas cabíveis da empresa.

Comentar

Veja Também  Caminhoneiros organizam nova manifestação para 19 de maio em Brasília