Garota de 14 anos comete suicídio após receber ameaças de morte

Após ameaça de morte garota de 14 anos comete suicídio

0
218
(Foto: Reprodução)

O delegado Nelson Júnior, da Delegacia de Polícia de Curionópolis, no sudeste do Pará, abriu inquérito para apurar o suicídio de uma adolescente de 14 anos, que aconteceu por volta de 14h45 de ontem, quinta-feira, 15, no Bairro Serra Leste. Uma das linhas de investigações traçadas é que a menor teria tirado a vida por questões amorosas.

Entre os pertences da adolescente foram encontradas duas cartas. Em uma delas, a menina reclama da situação financeira dos pais, que não tinham condições de pagar internet para ela fazer pesquisa dos trabalhos escolares. O pai da menina é estivador e a mãe trabalhar em uma churrascaria, assando carne.

A outra carta é de um homem, que não teve o nome divulgado, porque o inquérito ainda está em fase de investigação, que faz ameaças à adolescente, dizendo que iria matá-la porque ela estava namorando com outro homem. Segundo a polícia, a pessoa citada na carta como sendo o namorado dela já foi ouvida. O autor do texto está sendo procurado.

Ainda muito abalada, a mãe da garota conta que na noite de quarta-feira ela veio pedir para namorar. Como só tinha 14 anos, a mãe disse que conversou com a filha, dizendo que ela era ainda muito nova para se relacionar amorosamente e que esperasse ao menos completar 18 anos.

Depois dessa conversa, a mulher detalha que a filha ficou introspectiva, aparentando tristeza, e não quis jantar. Pela manhã, ela permaneceu do mesmo jeito. “Eu coloquei o café para ela e fui trabalhar. Por volta de meio-dia eu vim trazer o almoço dela e vi que ela nem tocou no café da manhã. Votei para trabalhar, mas estava sentindo algo ruim e voltei às 14h45 e já a encontrei pendurada, com a extensão amarrada no pescoço”, relata a mulher.

Veja Também  Caminhoneiro comete suicídio em posto de combustível

Segundo ela, a menina subiu no balcão da cozinha, colocou um balde em cima do balcão e, através dele, conseguiu alcançar uma viga da casa para amarrar a extensão e depois se enforcar.