Policial civil com 9 passagens é procurado por atirar em taxista de Brasília após briga de trânsito

Vítima dirigiu 5 km até o hospital depois de ser ferida. Disparos acertaram rim, fígado e pulmão.

0
230
Taxista pede socorro após ser baleado em pista no Sudoeste, região central de Brasília (Foto: TV Globo/Reprodução)

O autor dos tiros que atingiram o taxista Wilson Passatuto nesta sexta-feira (26), em Brasília, é o agente da Polícia Civil Davy Rurik Sad, segundo investigação da corporação. O crime ocorreu na quadra 104 do Sudoeste.

Sad trabalha na 24ª Delegacia de Polícia, responsável pelo Setor O, em Ceilândia. O agente tem nove passagens, entre elas por ameaça, injúria e lesão corporal.

O caso foi registrado como acidente de trânsito com tentativa de homicídio. A corregedoria da Polícia Civil pediu à Justiça a prisão do agente, que está foragido. Como já se passaram 48 horas desde o crime, Sad escapou do flagrante.

Até a última atualização desta reportagem, a Corregedoria ainda não havia informado por que, apesar dos antecedentes, Sad continua na corporação.

O taxista de 64 anos continua internado em estado grave e respira com ajuda de aparelhos. Os tiros atingiram um rim, o fígado e um pulmão.

  • Dirigiu até o hospital

Um vídeo gravado por um morador mostrou a briga que levou à tentativa de homicídio. O taxista, de camisa branca, tenta imobilizar o policial, que está armado. Em seguida, um tiro é disparado.

Apesar de vários carros passarem pelos dois, ninguém dá socorro. Quando o taxista nota o ferimento, desiste de imobilizar o policial e – mesmo baleado – dirige 5 km da Estrada Parque Indústrias Gráficas (Epig), em frente à quadra 104, até o Hospital Santa Luzia.

A briga teria começado por causa de uma batida – o taxista parou para ver o prejuízo e a discussão começou. Testemunhas disseram que o policial teria atirado três vezes e voltado ao local do crime para pegar as cápsulas das balas.

Com informaçoes: G1

Comentar

Veja Também  Passageira é obrigada a dar descarga em hamster de estimação em vôo