Jovem baleado por policiais tinha deficiência mental; arma foi colocada na cena do crime

Três policiais militares de Lindoeste foram denunciados suspeitos de participação em uma abordagem que terminou com um jovem, de 23 anos, baleado. O crime foi registrado no dia 8 de maio, na zona rural do município. A denúncia foi aceita pelo juiz Marcelo Carneval, da 1ª Vara Criminal de Cascavel.

O policial militar que atirou no jovem foi denunciado por tentativa de homicídio, e os outros dois foram acusados pela alteração da cena do crime. Os agentes teriam “plantado” uma arma no local, para levar a erro os peritos e a autoridade judiciária.

A promotoria ainda pediu a prisão preventiva do policial acusado dos disparos e o afastamento dos outros militares de suas funções, mas o pedido foi indeferido.

De acordo com a versão dos policiais, a equipe foi até uma propriedade onde havia um relato de uma invasão. No local, um homem teria reagido à uma abordagem, e um dos agentes atirou. No entanto, foi comprovado que o baleado era um jovem com deficiência mental, e que uma arma foi colocada para alterar a cena do crime. O rapaz teve ferimentos nos braços e fratura exposta no joelho.

Com informaçoes: massanews.com

Veja Também  Casal descobre câmera escondida em apartamento alugado pelo Airbnb
Tags

Related Articles

Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker