PM preso por estupro é suspeito pelo desaparecimento de Renata Larissa

O policial militar Peterson da Mota Cordeiro, que está detido desde a última sexta-feira (20), suspeito de estuprar ao menos três mulheres, em Curitiba, é suspeito pelo desaparecimento da jovem Renata Larissa, de 22 anos, dada como desaparecida desde o dia 27 de maio, quando saiu de casa para ir à farmácia, em Colombo, na região metropolitana de Curitiba.

Uma das vítimas do estupro contou para a polícia que conheceu o suspeito por um aplicativo de relacionamentos e passou a manter contato com ele. A mulher de 27 anos disse que o estupro aconteceu no segundo encontro dos dois, marcado após muita insistência do suspeito.

Durante as investigações sobre os estupros, policiais civis foram até a casa do PM e teriam encontrados pertencentes de Renata Larissa.

Na manhã desta quarta-feira (1), policiais da Delegacia da Mulher encontraram um corpo às margens da BR-376, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana, próximo de onde a polícia registrou o último sinal do aparelho celular da jovem. Apesar das suspeitas, o Instituto Médico Legal (IML) é que poderá confirmar a identidade, pois o corpo está em estado avançado de decomposição.

Com informaçoes: massanews.com

Veja Também  Família reconhece ossada humana e suspeitos são presos
Tags

Related Articles

Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker