O desprezo da CUT pela democracia brasileira

Ao lado de Gleisi Hoffmann, dirigente da CUT diz que não reconhece eleição de Bolsonaro

O presidente nacional da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Vagner Freitas, apareceu, em um vídeo que viralizou nesta semana, declarando que não reconhece Jair Bolsonaro (PSL) como presidente eleito. Freitas é o mesmo dirigente da CUT que ameaçou colocar o povo armado nas ruas caso o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff se efetivasse.

“Bolsonaro foi eleito com menos de 30% do povo brasileiro. Mancomunado com Moro, com a mídia, mudaram (sic) o resultado da eleição. Todos sabem que Lula seria eleito em 1º turno e por isso está preso”, afirma Freitas.

“Logo, fique muito claro que nós não reconhecemos o senhor Bolsonaro como presidente da República. Vamos às ruas defender os direitos dos trabalhadores e a democracia, vamos libertar Lula, fazer caravanas pelo Brasil inteiro e colocar os fascistas no lugar deles”, discursou.

No vídeo, gravado em ato de apoio a Luiz Inácio Lula da Silva realizado em Curitiba no dia 14, o presidente nacional aparece ao lado de Gleisi Hoffmann, liderança institucional máxima dentro do PT.

Veja Também  Bolsonaro se reúne com embaixador de Israel pela segunda vez
Tags

Related Articles

Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker