O desprezo da CUT pela democracia brasileira

45
Foto: Reprodução/Agência PT

O presidente nacional da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Vagner Freitas, apareceu, em um vídeo que viralizou nesta semana, declarando que não reconhece Jair Bolsonaro (PSL) como presidente eleito. Freitas é o mesmo dirigente da CUT que ameaçou colocar o povo armado nas ruas caso o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff se efetivasse.

“Bolsonaro foi eleito com menos de 30% do povo brasileiro. Mancomunado com Moro, com a mídia, mudaram (sic) o resultado da eleição. Todos sabem que Lula seria eleito em 1º turno e por isso está preso”, afirma Freitas.

“Logo, fique muito claro que nós não reconhecemos o senhor Bolsonaro como presidente da República. Vamos às ruas defender os direitos dos trabalhadores e a democracia, vamos libertar Lula, fazer caravanas pelo Brasil inteiro e colocar os fascistas no lugar deles”, discursou.

No vídeo, gravado em ato de apoio a Luiz Inácio Lula da Silva realizado em Curitiba no dia 14, o presidente nacional aparece ao lado de Gleisi Hoffmann, liderança institucional máxima dentro do PT.

Veja Também  'Gratidão é memória do coração', diz Malafaia após Magno Malta ficar sem ministério