Justiça Eleitoral recomenda reprovação de contas da campanha de Janaina Paschoal

A Justiça Eleitoral recomendou a desaprovação das contas da campanha de Janaina Paschoal (PSL). Ela foi eleita a deputada estadual mais votada na história de São Paulo.

A professora universitária ficou nacionalmente conhecida por ter embasado o pedido de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) e, segundo a Justiça Eleitoral, não entregou relatórios financeiros no prazo.Conforme o parecer da Justiça, que servirá de base para o relator do caso aprovar ou não a prestação de contas, a candidata arrecadou R$ 18,5 mil, mas não enviou os relatórios financeiros correspondentes desse valor.

A análise técnica considera que por isso há inconsistência grave que caracteriza omissão de informação tempestiva que obsta o controle concomitante de regularidade das contas pela Justiça Eleitoral, bem como o controle social, podendo repercutir na regularidade das contas finais”.

Outro ponto apresentado pelo relatório é a falta de documentos que comprovem a prestação de serviços de duas pessoas, no valor total de R$ 4 mil. Conforme informações do site da Justiça Federal, a campanha de Janaina recebeu R$ 65,1 mil. Desse valor, R$ 58,5 mil são de recursos próprios e R$ 6,6 mil de doação do PRTB. Em entrevista ao portal “Uol”, o advogado de Janaina, Cristiano Vilela afirma que já tinha apresentado todos os documentos à Justiça Eleitoral e negou qualquer irregularidade.

Veja Também  Vereadores de Londrina recebiam vantagens para beneficiar empresas em mudanças de zoneamento
Tags

Related Articles

Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker