Justiça Eleitoral recomenda reprovação de contas da campanha de Janaina Paschoal

0
47
Foto: Reprodução/Divulgação

A professora universitária ficou nacionalmente conhecida por ter embasado o pedido de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) e, segundo a Justiça Eleitoral, não entregou relatórios financeiros no prazo.Conforme o parecer da Justiça, que servirá de base para o relator do caso aprovar ou não a prestação de contas, a candidata arrecadou R$ 18,5 mil, mas não enviou os relatórios financeiros correspondentes desse valor.

A análise técnica considera que por isso há inconsistência grave que caracteriza omissão de informação tempestiva que obsta o controle concomitante de regularidade das contas pela Justiça Eleitoral, bem como o controle social, podendo repercutir na regularidade das contas finais”.

Outro ponto apresentado pelo relatório é a falta de documentos que comprovem a prestação de serviços de duas pessoas, no valor total de R$ 4 mil. Conforme informações do site da Justiça Federal, a campanha de Janaina recebeu R$ 65,1 mil. Desse valor, R$ 58,5 mil são de recursos próprios e R$ 6,6 mil de doação do PRTB. Em entrevista ao portal “Uol”, o advogado de Janaina, Cristiano Vilela afirma que já tinha apresentado todos os documentos à Justiça Eleitoral e negou qualquer irregularidade.

Veja Também  STF afasta Aécio do mandato e determina recolhimento domiciliar noturno