Tromba d’água deixa um morto e vários desaparecidos

0
77
Foto: Reprodução/Divulgação

Uma pessoa morreu e pelo menos outras oito, de acordo com as primeiras informações da Polícia Militar, estão desaparecidas após uma tromba d’água em Itatiaia, no Sul do Rio de Janeiro, no fim da tarde deste domingo (20).

De acordo com o Corpo de Bombeiros, ela começou no alto do Parque Nacional do Itatiaia e desceu para a área conhecida como Paraíso Perdido, local turístico onde moradores e turistas costumam se banhar. A Defesa Civil informou que no alto do Parque Nacional choveu de 10 a 15 mm. O rio Campo Belo subiu aproximadamente três metros.

“A gente foi descendo e ouviu a gritaria aqui na frente. Disseram que tinha uma menininha sendo arrastada, eu achei que tava se afogando, quando eu cheguei lá eu vi que a água tinha subido muito rápido, a gente voltou para ter noção da situação e já tava levando muita gente, muita gente que estava na beira conseguiu sair a tempo’’, disse Marcio Ramos que estava no meio das pessoas no momento da tragédia.

O corpo retirado do rio é de um homem, morador de Resende mas a identidade não havia sido divulgada até a publicação desta reportagem. Ele será levado para o Instituto Médico Legal (IML). Oficialmente, segundo os bombeiros, duas famílias entraram em contato relatando possíveis desaparecimentos de parentes. As buscas foram encerradas por volta das 22h30 e devem ser retomadas na segunda-feira (21), quando as condições de visibilidade estiverem adequadas.

No sábado (19), tio e sobrinho morreram afogados no rio de uma propriedade particular conhecida como Fazenda Aleluia, no bairro Vila Pinheiro, também em Itatiaia. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o homem, identificado como Renildo Maximo Barbosa, tinha 54 anos. Ele era guarda municipal e atuava há 21 anos na profissão.

Veja Também  PF encontra drogas, jóias, armas e munições em casas de deputados

Trombas d’água

Trombas d’água – ou cabeças d’água – costumam ocorrer quando chove na cabeceira (nascente) de um rio, ampliando rapidamente seu fluxo. O nível das águas pode subir vários metros em poucos segundos, como uma espécie de tsunami dos rios. As chances de ocorrência aumentam no período chuvoso, que em boa parte do país coincide com o verão.

A expressão tromba d’água também designa outro fenômeno climático, que consiste na formação de colunas de água que lembram tornados sobre mares ou grandes rios.

No fim de dezembro, cinco pessoas com idades entre 24 e 32 anos morreram após uma tromba d’água em São João Batista do Glória (MG). Três pessoas praticavam rapel em um paredão e outras duas pessoas nadavam quando foram atingidos.

Com informações: G1