Em um mês, governo Bolsonaro corta 381 mil benefícios do Bolsa Família

0
137
Foto: Reprodução/Divulgação

Se um dia, em sua campanha eleitoral, o presidente Jair Bolsonaro chegou a defender, em entrevista ao vivo à Record, a existência do Bolsa Família e o aumento do programa, depois de eleito as coisas correram conforme seus antigos discursos contra o assistencialismo e o Bolsa Família.

Logo em seu primeiro mês de governo, o número de famílias beneficiadas pelo Bolsa Família foi reduzido em 381 mil em relação a dezembro do ano passado.

A informação consta em um relatório do Ministério da Cidadania, que afirma que o corte é fruto de procedimentos que geram cancelamentos por “inadequações” e desligamentos voluntários.

Segundo o relatório, em dezembro do ano passado foram pagas 14,1 milhões de famílias. Já no primeiro mês do ano foram 13,7 milhões.

O valor pago em janeiro também teve uma redução: de R$ 2,6 bilhões, em dezembro, para R$ 2,5 bilhões. O valor médio do benefício foi de R$ 187.

O programa Bolsa-família foi criado em 2004, durante a gestão do ex-presidente Lula, para atender famílias de baixa renda, principalmente no estado do Nordeste.

O valor pago a cada família depende da renda per capita de cada uma e número de filhos.

Fonte: Yahoo Notícias

Comentar

Veja Também  Combustíveis terão novo aumento e gasolina poderá chegar a R$7,16