Horas após ser preso, Fábio Leite (34) ganhou liberdade na tarde desta terça-feira (12). O homem confessou o assassinato de Manoel Henrique da Silva (79), padrasto da esposa do suspeito. De acordo com uma fonte da Polícia Civil escutada pelo Cidade Alerta Ceará, a prisão preventiva não foi decretada por falta de elementos que justificassem a medida.

“Ele é primário, bons antecedentes, endereço fixo, não estava ameaçando ninguém”, justificou a fonte da Polícia Civil, sobre a liberdade do homem.

Em depoimento, Fábio disse ter agido “com cabeça quente”, pois a vítima afirmava que iria se casar com a esposa do suspeito. Além disto, o padrasto não teria consentido o relacionamento. No dia do crime, o idoso teria pegado uma faca para ameaçar o genro.

Ele conseguiu pegar a arma branca e atingiu Manoel. O homicídio aconteceu no bairro Piratininga, em Maracanaú, Região Metropolitana de Fortaleza, e teve repercussão na região, devido ao requinte de crueldade de Fábio. Ele atingiu o idoso com cerca de 34 facadas.

Fonte: Cidade Alerta Ceará

Comentar

Veja Também  Polícia localiza corpos de jovens torturadas e decapitadas em mangue no Ceará