Um homem morreu após ficar desacordado ao levar um “mata-leão” de um segurança de um hipermercado na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, na tarde desta quinta-feira (15). Segundo mercado, o rapaz tentou tomar a arma de um segurança.

Imagens que circulam em redes sociais mostram o vigilante em cima do jovem, já aparentando estar desacordado. Pessoas no entorno tentam convencer o segurança a liberá-lo, em vão. O suspeito morreu no Hospital Lourenço Jorge, na Barra.

O caso aconteceu pouco depois das 12h. Nas imagens, o vigilante é visto sobre o rapaz. Clientes do mercado ficam em volta do segurança e do jovem. Uma mulher chega perguntar se o garoto não está desmaiado.

Um cliente chega a tocar no segurança que responde: “Não segura, senhor, quem sabe sou eu”. Outros seguranças se aproximam do local. Ao mesmo tempo, um cliente afirma que o rapaz está “roxo”. E uma mulher grita: “está sufocando”.

“Ele está desacordado”, desespera-se outra mulher. Ainda sobre o rapaz, o vigilante grita com as pessoas ao redor: “Cala a boca”.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o jovem identificado como Pedro Gonzaga, de 19 anos, sofreu parada respiratória, foi socorrido e levado, às 12h47, para o hospital.

Em nota, a Secretaria da Polícia Militar confirmou a agressão.

“A Secretaria de Estado de Polícia Militar informa que equipes do 31º BPM (Recreio dos Bandeirantes) foram acionadas para uma ocorrência onde um homem e seguranças de um supermercado, situado na Av. das Américas, entraram em luta corporal durante a tarde desta quinta-feira (14/2). Chegando ao local, o envolvido já havia sido socorrido pelo Corpo de Bombeiros para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca. As partes ainda presentes foram conduzidas à 16ª DP (Barra da Tijuca) para apreciação dos fatos”.

Veja Também  Ladrão furta carro com criança dentro enquanto pai lanchava no RJ

Em nota, o Extra Supermercado informou que os seguranças envolvidos no caso foram imediatamente afastados. “A rede esclarece que repudia veemente qualquer ato de violência em suas lojas. Sobre o fato em questão, a empresa já abriu uma investigação interna e constatou de forma inicial que se tratou de uma reação a tentativa de furto a arma de um dos seguranças da unidade da Barra da Tijuca. Após o indivíduo ser contido pelos seguranças, a loja acionou a polícia e o socorro imediatamente. A empresa já abriu um boletim de ocorrência e está contribuindo com as autoridades para o aprofundamento das investigações.”

Fonte: G1

Comentar

Loading...