A Polícia Civil de Londrina apura um caso de necrofilia (uso de cadáver como objeto sexual) no Cemitério São Pedro, que teria ocorrido na madrugada desta sexta-feira (15).

Quando chegaram para trabalhar, os funcionários da Acesf (Administração dos Cemitérios e Serviços Funerários de Londrina) identificaram dois túmulos violados e um corpo de mulher na calçada, totalmente nu. O outro corpo, também de mulher, já estava em adiantado estado de decomposição e foi deixado no caixão arrombado.

A Guarda Municipal (GM) e a Polícia Civil foram acionadas e isolaram o local. O corpo violado seria encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) e a família ainda será informada pela diretoria da Acesf.

O superintendente da Acesf, Leonilso Jaqueta, afirmou ter ficado chocado com a cena encontrada no cemitério. Segundo ele, o último caso de necrofilia em cemitério na cidade de Londrina foi registrado ainda na década de 1990, no cemitério Jardim da Saudade, na zona norte.

Jaqueta lamentou a violação dos túmulos e dos corpos, e comentou sobre a vigilância que é feita nos cemitérios pela GM.Em 1998, três túmulos do Cemitério Jardim da Saudade foram violados. Na ocasião, era a terceira vez em quatro anos que o cemitério é alvo deste tipo de crime.

Os três túmulos tiveram as lajes removidas, os caixões abertos e mexidos

Comentar

Veja Também  Homem mata a mulher, coloca fogo nas filhas e as joga na represa