Um tatuador de 50 anos foi condenado pelo tribunal de Wolverhampton, na Inglaterra, por ter retirado uma orelha de um cliente em 2015. A sentença vai ser proferida no fim de março, conforme o “Metro”.

Na condenação, o juiz Amjad Nawaz afirmou que Brendan McCarthy – também conhecido como Dr. Evil (ou Doutor Mal, na tradução livre) – já vinha sendo processado por ter arrancado o mamilo de um cliente, além de ter feito uma fenda na língua de outro.

Segundo a defesa, o homem tinha autorização dos clientes, o que justificaria as atitudes. Mas, para o magistrado, a autorização não dá ao tatuador o direito de realizar um “procedimento médico” com “mutilação”. Ele apontou, ainda, que Brendan se aproveitou de problemas psicológicos dos clientes. Os advogados do homem tentaram recorrer à Suprema Corte, mas o pedido foi negado.

Fonte: Massa News

Comentar

Veja Também  Alberto Youssef é condenado por desvios na Prefeitura de Maringá