Juíza autoriza saída de Lula da prisão para participar de velório de neto

64

A juíza Carolina Lebbos autorizou no fim da tarde desta sexta-feira (1º) que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva saia da prisão para participar do funeral de seu neto Arthur Lula da Silva, 7 anos, que faleceu durante a manhã vítima de meningite meningocócica.

Os advogados do ex-presidente solicitaram sua liberação baseados na Lei de Execução Penal (LEP) que prevê que presos possam deixar a prisão para comparecer ao velório de um parente próximo.

Antes mesmo da juíza autorizar a viagem, a Polícia Federal no Paraná já havia solicitado ao governo estadual o empréstimo da aeronave oficial para que Lula fosse levado de Curitiba para São Paulo. O governador Carlos Massa Ratinho Junior atendeu ao pedido.

Lula deverá saiu da carceragem da Polícia Federal, no bairro Santa Cândida, onde está detido desde 7 de abril de 2018, e seguiu para a cerimônia fúnebre ainda nesta noite. A previsão é de que ele volte na manhã deste sábado (2).

Por volta das 18h15, o helicóptero levou o presidente até o Aeroporto do Bachacheri, de onde ele seguiu para São Paulo, pousou na sede da PF. Arthur era filho de Marlene Araújo Lula da Silva e Sandro Luis Lula da Silva, filho da falecida ex-primeira-dama Marisa Letícia.

A criança deu entrada no Hospital Bartira, em Santo André, no ABC paulista, no início da manhã, por volta das 7h20, e acabou morrendo devido ao agravamento do quadro infeccioso por volta das 11h30.

Lula foi informado da morte do neto por Sandro Luis, que teve autorização da Polícia Federal para conversar por telefone com o pai. Arthur deverá ser cremado neste sábado em São Bernardo do Campo (SP)

Veja Também  Perereca é encontrada em salada de pote comprada em supermercado