Bolsonaro posta vídeo com conteúdo obsceno e deixa grande mídia perplexa; vídeo

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) criou polêmica ao postar, nesta terça-feira (5), vídeo com conteúdo obsceno em sua conta oficial no Twitter. As imagens foram acompanhadas a uma crítica aos blocos de rua do Carnaval.

Nas imagens, é possível ver um grupo de jovens dançando em cima de uma banca de jornal. Durante o vídeo, eles se tocam em suas partes íntimas diversas vezes. Bolsonaro não comentou a origem das imagens e nem onde elas foram gravadas.

“Não me sinto confortável em mostrar, mas temos que expor a verdade para a população ter conhecimento e sempre tomar suas prioridades. É isto que tem virado muitos blocos de rua no carnaval brasileiro. Comentem e tirem suas conclusões”, escreveu o presidente.

Veja o tweet:

Reação dos jornalistas da grande mídia

A publicação do presidente da República, Jair Bolsonaro, está sendo vista com muito criticismo por profissionais dos grandes veículos de informação da imprensa brasileira. Ao que tudo indica, a maior parte deles ficou revoltada com o fato de Bolsonaro divulgar o vídeo, não com o ato obsceno realizado publicamente.

“E para vocês. Falta o que?”, questionou Bolsonaro ao ser acusado de “falta de decoro” pela jornalista Mônica Waldvogel, da GloboNews.

“O presidente da República está postando isso. E diz que não se sente confortável. E fala em prioridades! Presidente, quais são as suas?”, criticou Vera Magalhães, jornalista da Jovem Pan.

“Presidente da República divulga vídeo com cena escatológica. Segundo ele, as imagens foram captadas em um bloco de rua”, escreveu Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo.

“Estou sinceramente começando a ficar com medo. Não aguentamos outra ruptura”, disse Madeleine Lacsko, da Gazeta do Povo, após demonstrar indignação com a publicação do vídeo.

Informações: Renova Mídia

Veja Também  Governo cubano diz que Bolsonaro é o “perigo que se aproxima”

Comentar

Tags

Mauricio Dias

Nada "além" do compromisso com a informação | Jornalismo independente

Artigos relacionados

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios