Uma homenagem da maior companhia circense do planeta a um dos maiores jogadores do planeta, cá entre nós, dificilmente será outra coisa senão espetacular. No dia 10 de outubro, o Cirque du Soleil estreará um espetáculo que celebra a vida e carreira de Lionel Messi em Barcelona – por enquanto, a única cidade confirmada. Depois disso, em 2020, haverá um tour mundial. E o Brasil pode muito bem ser um desses destinos.

Ao menos no que depender de Mukhtar Omar Sharif Mukhtar, escritor e diretor de “Messi 10 by Cirque du Soleil”. A agenda do tour ainda está em processo de definição, mas Mukhtar acredita que o Brasil, por sua paixão pelo futebol, seria um excelente palco.

Sempre existe chance de um espetáculo como esse chegar ao Brasil, é um país que respira futebol e seria fantástico para os fãs de Messi ter a oportunidade de acompanhar o show. Vamos cruzar os dedos – contou Mukhtar em entrevista ao GloboEsporte.com.

Mukhtar, dançarino e fundador da Plague, que é a companhia de streetdance mais bem sucedida do mundo, mede as palavras quando perguntado sobre detalhes do show – como todo bom diretor, quer deixar para o público descobrir no dia da apresentação. Mas sabe-se que o espetáculo promete ser inovador em diversos sentidos.

  • A apresentação será num local que lembra um estádio, com a arquibancada rodeando o palco – fugindo do tradicional formato de circo, sob uma tenda.
  • Será dividido em duas partes, com 45 minutos cada, tal qual uma partida de futebol.
  • O Cirque du Soleil jamais preparou um espetáculo sobre uma celebridade do esporte.

O que eu posso dizer é que queremos criar um show que não celebra apenas Messi, mas também o futebol. Estamos levando elementos importantes na cultura do futebol e sendo inspirados por eles. Estou falando de personagens que encontramos numa partida de futebol, os diferentes cenários, a conexão entre o mundo do futebol e o mundo do circo – empolga-se Mukhtar, que mora no Canadá.

Veja Também  Sem Neymar, PSG goleia o Angers com o brilho de Mbappé e Cavani

O espetáculo foi anunciado em outubro do ano passado, e o lançamento oficial aconteceu em janeiro deste ano. Além de Messi e sua esposa Antonella, é claro, também compareceram à cerimônia realizada em Barcelona alguns jogadores do clube catalão. Luis Suárez entre eles, visto que é um dos maiores amigos do craque argentino.

Messi, aliás, vem se reunindo com frequência com os produtores do show nos últimos meses. Afinal, o objetivo é ser fiel à história de vida do jogador. Mas o produto final, este ele quer deixar para ver apenas no dia da apresentação.

Messi está muito envolvido no processo de criação. Queremos que o espetáculo seja o mais honesto e autêntico possível. Nos reunimos algumas vezes com ele para ter certeza de que estávamos no caminho certo, que o show retrataria fielmente as conquistas de Messi – revelou o diretor. N

“Ele (Messi) nos deu seu feedback, mas mencionou que não quer ver os ensaios e que deseja que o show seja uma surpresa pra ele”, completou.

“Messi 10 by Cirque du Soleil” será apresentado no dia 10 de outubro, no Parc del Fòrum, inicialmente para 3 mil pessoas, mas tem outras 32 apresentações marcadas para a cidade de Barcelona. O itinerário do tour mundial em 2020, segundo a organização, começará a ser divulgado nos próximos meses.

Fonte: G1