Merendeira heroína que salvou 50 crianças em escola de Suzano está sendo homenageada

94

O massacre na escola de Suzano, São Paulo, que aconteceu na última quarta-feira (13), chocou o país inteiro, e mesmo em meio a essa tragédia que resultou na morte de dez pessoas, uma luz na escuridão acabou se destacando no meio de tudo.

Esse sopro de esperança em meio ao caos se deve pela presença de uma funcionária da Escola Estadual Raul Brasil. A merendeira Silmara Cristina Silva de Moraes foi uma das grandes responsáveis por salvar a vida de 50 crianças que ela protegeu bravamente dentro do refeitório.

Na manhã desta última quarta-feira (13), dois jovens entraram na instituição de ensino e abriram fogo contra alunos e funcionários do local. O final desse verdadeiro massacre resultou na morte de cinco estudantes, duas funcionárias, o dono de uma loja próxima e os dois autores dos tiros que fizeram essas vítimas.

Mas essa tragédia seria ainda maior ser não fosse o papel fundamental de Silmara. A merendeira contou em uma entrevista para a Rede Globo que ela conseguiu salvar a vida de pelo menos 50 estudantes.

Informações: 1News

Veja Também  Jesus aparece e impede massacre de cristãos no Oriente Médio